Agora sim, começa 2015! Parabéns pra mim!

Foi preciso um tempo de recolhimento. A abundância de lugares, pessoas, vivências, iniciativas inéditas e a inevitável expansão da consciência, decorrente de toda essa experiência do último ano, fizeram com que meu corpo imperasse uma desacelarada imediata. Nada grave, fiquem tranquilos. Apenas um desacelerada.  E para desacelerar, vocês sabem, nada melhor do que ir pra Bahia! A terra que transmite a sensação mais próxima de estar em casa que eu conheço. E isso tem um VALOR inestimável pra um ser humano que carrega a marca do nomadismo desde antes do nascimento.

Algumas pessoas acham lindo o que eu faço. Imaginam que viver viajando é estar em férias que nunca acabam. Mal sabem elas… Se conhecessem todo o planejamento e o trabalho envolvido na realização dessas viagem, que não é férias, provavelmente desistiriam na primeira parada, se é que chegariam a embarcar nesse sonho. Se soubessem das noites mal dormidas, do peso da bagagem, dos dias na estrada, da disposição de sair da zona de conforto que é necessária, talvez se juntassem ao coro dos que acham um absurdo viver assim.

Querem saber de uma coisa? A gente gosta! Mas as vezes cansa, confesso.

Os dois meses e meio na Bahia, foram de muitos reeencontros, novas amizades, muita cura do passado (e do futuro!), muitas lembranças e algumas novidades. Visitamos a família do Kaiuá Chapada Diamantina. Fiz um curso de thetahealing. Subi o Rio Caraíva de bóia! Consegui visitar o Calambrião, em Cumuruxatiba, um pedacinho de Bahia que eu esperava pra conhecer há 18 anos, onde um amigo pretende começar uma ecovila. Segurei, eu mesma, com minhas próprias mãos um bebê de jibóia! Há! Rimou! Acho que vale um poema! Conheci o Bailux – Itapeco uma iniciativa que está germinando e que, como eu, pesquisa a possibilidade de convivência harmoniosa na relação entre natureza e tecnologia, na busca de um estilo de vida mais sustentável.

Agora me foi dado o momento de máxima instrospecção, desde que eu comecei a me dedicar ao projeto. A hora mais escura antes do raiar de um novo dia. Me divido entre avaliar o ano que se passou, comemorar os aprendizados, atualizar as pendências que ficaram e a vontade de fazer nada e depois descansar (sequela pós Bahia)… No meio disso tudo tem os novos projetos  que já estão na pauta e não querem esperar! E eu estou apaixonada e já totalmente imersa em um deles, o Destino Colaborativo. Pelo nome vocês já percebem que é um projeto irmão do Destino Sustentável. O resto vocês descobrem aqui.

Embora o menor caminho entre dois pontos seja a reta, não é assim que o universo flui. Os padrões de crescimento sempre se dão de forma espirada. As conexões acontecem em rede. Por que então essa tendência de fazer planejamentos lineares? Seria o efeito de séculos do medieval pensamento cartesiano? Não consegui percorrer o caminho que pretendia no início, mas tive tantos encontros inusitados, sincronicidades incríveis, surpresas inesperadas… Sei que não poderia ser melhor do que foi. Por isso, sem medo, vos declaro: entrego-me oficialmente ao fluxo inevitável das coisas, sabendo onde quero chegar, mas aberta as imprevisibilidades dos caminhos.

Deixa eu contar um segredo, chega aqui pertinho, deixa eu falar baixinho pra não assustar quem está passando, as pessoas tem medo: sabe, eu decidi viver os meus sonhos… E sabe o que mais? Eles estão virando realidade! Hoje é meu aniversário e esse é o meu maior presente!

Kamala Aymara

One thought on “Agora sim, começa 2015! Parabéns pra mim!

  1. QUANDO NOMADE CANSA ACAMPA EM OASIS LA NA FRENTE DA CURVA/ ATRAS DO MORRO/ ONDE ESTIVER

    OSCAR NIEMEYER NOMADE DE IDEIAS VIAJANTES – DESDE QUE ELE NAO TIVESSE QUE ANDAR DE AVIAO O QUE E COMPREENSIVEL – GRANDE APRECIADOR DAS CURVAS FEMININAS PROCLAMAVA QUE ” DE CURVAS É FEITO TODO O UNIVERSO / O UNIVERSO CURVO DE EINSTEIN” POR ISSO A LINHA RETA DURA INFLEXIVEL CRIADA PELO HOMEM NAO O ATRAIA

    QUE VOCE & KAIUA ATRAVES OASIS E PEDRAS PERCORRAM SEMPRE SEUS CAMINHOS RETOS/ CURVOS/ SEMPRE ESPIRAIS ARREDONDADOS POR SENSIBILIDADE & FORÇA

    BEIJO VOCES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *