O tambor do Coração

Quando expressamos nosso desejo de união reclamando nossa paixão pela vida, os tambores de nossos corações chamam outros. Quando encontramos alegria nos feitos cotidianos, recebendo cada dia com genuína excitação, atraímos outros. O dom de um ponto de vista positivo é um imã seguro que cria curiosidade nos demais e desperta neles o desejo de descobrir essa classe de felicidade. O tambor do coração toca uma melodia que não se pode negar quando há também luminosidade em nossos passos e nossos olhos brilham.

Os antepassados chamaram este estado “Caminhar com a Beleza”. Quando uma pessoa caminha pela vida desta maneira tão alegre, encontrou a união com o EU e podem compartilhar esse amor com outros. O tambor de seu coração chamará os que podem compartilhar esse amor com outros. O tambor de seu coração chamará os que podem reconhecer o espirito da canção do coração feliz.

Quando estamos desanimados, podemos trocar a melodia triste do nosso coração tratando de encontrar coisas que admiramos e apreciamos de nossas vidas. Mudando nossos pontos de vista para a gratidão, não atrairemos gente negativa até nós. O tambor de nosso coração não pode chamar almas tristes e miseráveis quando está repleto de louvores.

 Trecho do livro “A medicina da Terra”, de Jamie Sams

imgres

 

Tanto – Aline Frazão


Pra embalar a semana compartilho o trabalho belísssimo da angolana Aline Frazão.

Tanto

É tanta luz aqui que até parece claridade
É tanto amigo aqui que até parece que é verdade
É tanta coisa aqui que até parece não há custo
É tanta regra aqui que até parece um jogo justo
É tanto tempo aqui que até parece não há pressa
É tanta pressa aqui que até parece não há tempo
É tanto excesso aqui que até parece não há falta
É tanto muro aqui que até parece que é seguro

Tanto, tanto
Na embriaguez de encanto
É tanto “tanto faz”
Que ninguém sabe quem fez
Mundo gira mundo
Mundo vagabundo
Não olhe senão vês

É tanto pausa aqui que até parece não há esquema
É tanta história aqui que até parece um problema
É tanta festa aqui que até parece sexta-feira
É tanta dança aqui que até parece a das cadeiras
É tanto flash aqui que até parece que ilumina
É tanta frase aqui que até parece que resolve
É tanto ecrã aqui que até parece um grande evento
É tanta força aqui que até parece um movimento

É tanta coisa aqui que até parece não há custo
É tanta regra aqui que até parece um é jogo
É tanto excesso aqui que até parece não há falta
É tanto dano aqui que até parece ninguém nota

Tanto tanto
Na embriaguez de encanto
É tanto “tanto faz”
Que ninguém sabe quem fez
Mundo gira mundo
Mundo vagabundo
Não olhe se não vês

Suco verde

Mais uma semana se inicia e os organismos saturados de chocolate pedem socorro! Hoje eu estou recomeçando um desafio, recorrente na minha vida, de ingerir um suco (verde, amarelo, vermelho, roxo…) pela manhã, em jejum, todos os dias, antes do café da manhã. Eu sempre faço isso por alguns períodos, um dia ainda vou conseguir que vire rotina, pois considero a melhor maneira de acordar o estômago depois de uma noite longa em repouso. Em jejum todos os nutrientes do suco são absorvidos muito mais rápido, é uma explosão de energia!

Aproveito para compartilhar minha receita básica de Suco Verde. Esse suco pode e deve ser adaptado de acordo com os legumes e hortaliças da época ou disponíveis na sua despensa, o importante é que contenha:

  • Folhas verde escuro comestíveis, que são ricas em ferro: couve, espinafre, hortelã, salsinha, capim santo, “grama” de trigo, folhas de acerola, laranja, limão, use o que você gostar mais e tiver disponível;
  • Uma fruta rica em vitamina C, para aumentar a absorção do ferro pelo organismo (limão, laranja, acerola…)
  • Uma raiz (cenoura, beterraba, inhame, batata doce…);
  • Grãos germinados (girassol, aveia, trigo, gergelim…)

Assim, representamos todas as partes de uma planta em um único copo de suco (raiz, folha, fruta e semente).

Além disso costumo usar em todos os sucos:

  • Maçã, funciona como adoçante natural, dispensando completamente a necessidade de açúcar ou mel, se sentir necessidade de adoçar mais você pode usar um pouco de melado de cana ou açúcar mascavo, mas evite;
  • Pepino, serve para pilar os outros ingredientes o liquidificador e acrescenta bastante líquido ao suco, que não deve conter água.

Após higienizar todos os ingredientes bata-os no liquidicador aos poucos, começando pelos itens que tem mais água e utilizando o pepino como pilão. Após bater todos os ingredientes você terá um suco espesso, que deve ser coado em um filtro de voal, para separar o suco das fibras. Tem gente que toma sem coar, mas a consistência é um pouco difícil (eu diria intragável), eu não consigo.

Os filtros de voal podem ser comprados facilmente na internet, ou você pode fazer o seu, é bem simples, não tem mistério. Eu acabei de fazer vários para vender e completar minha inscrição em um curso. Se eu fiz, você também consegue!

Depois eu conto por quantos dias consegui manter o desafio…

Chocolate Tiwá

Hoje é domingo de Páscoa e não há cristão ou ateu que resista a um bom chocolate! Me incluo nesse grupo, sou chocólatra assumida! Controlada, mas assumida! Mas o que seria um bom chocolate? Você acha que todos são bons? Doce ilusão…

Em um mundo onde o lucro a qualquer custo é a prioridade absoluta, a Indústria do chocolate não fica pra trás. Utiliza fórmulas que reduzam os custos, mesmo que isso signifique substituir os ingredientes por outros com baixíssimo ou nenhum valor nutritivo, como a gordura hidrogenada, por exemplo. Entretanto o baixo valor nutricional e as consequências para sua saúde não são a única questão aqui.

Essa mesma indústria busca matéria prima de baixo custo, proveniente em sua maioria da Costa do Marfim, o que quase sempre significa condições de trabalho indignas para os lavradores, incluindo trabalho escravo infantil. Você já pensou trabalhar uma vida inteira colhendo cacau e nunca ter experimentado chocolate? Não dá pra imaginar? Pois é… Na verdade esses lavradores estão preocupados em comer, qualquer coisa, pois muitos passam fome. Não deixe de ver o documentário abaixo:

O lado negro do Chocolate

E agora? O mundo está perdido? Existiria um chocolate produzido a partir de cacaus orgânicos, em um sistema equilibrado com a natureza, plantados por trabalhadores bem remunerados e com condições de trabalho dignas?  Já imaginou? Pois ele existe!

1655524_252126381625667_965196233_o

Produzido em Serra Grande, na Costa do Cacau, em uma pequena agrofloresta, o chocolate Tiwá, do tupi abundância, é vendido em Barras de 60%, 70% e 85% de cacau. Eles também fornecem nibs (amendoas) de cacau crú. O cacau é um super alimento riquíssimo e nutritivo, o que faz mal são os outros ingredientes utilizados na preparação dos chocolates que encontramos por aí. E o excesso, claro.

Ficou curioso? Quer experimentar? Entre no site deles e faça já sua encomenda! Não precisa esperar a próxima Páscoa!

Seja um chocolatra seletivo, verifique os ingredientes e a procedência do seu chocolate e coma sem culpa!