Impressão 3D, você não pode ficar fora desta!

No processo de livre aprendizagem que estou vivendo com meu filho a premissa básica é aprender com o dia a dia (no nosso caso o Ontheroadschooling, conhecendo as iniciativas que promovem a sustentabilidade) e deixar que o Kaiuá se aprofunde nos assuntos em que tem interesses, resumindo: tudo que se relaciona com tecnologia. Foi assim que eu fui parar na maior feira de games da América Latina, descobri todo um mundo paralelo, entendi melhor o fascínio exercido pelos games (o jogo do mundo real é sujo, fica fácil se encantar pelo virtual), mas isso é todo um capítulo à parte, que prefiro encerrar por aqui. DSC01428 Foi também o interesse dele, através de uma indicação do nosso amigo, mentor de tecnologia e noticiador do futuro Luiz Gustavo (o Luis Silva que vocês podem ver nessa matéria do G1 sobre os Fab Labs) que nos levou ao Garagem Fab Lab. Na primeira visita conhecemos o espaço, fomos apresentados às máquinas, algumas das quais nós ainda não havíamos visto pessoalmente, e assistimos ao filme Print the Legend, que conta a história das impressoras 3D, disponível no Net Flix. Na segunda visita encontramos o Luís e os seus sócios na Arcturus – BioCloud testando uma máquina nova, totalmente produzida pelo Pedro Terra. Sobre essa máquina e o que ela pode fazer eu só digo uma coisa: já estão imprimindo o futuro! DSC01426 Mas voltemos as 3D. Pense bem: por que você precisa comprar um objeto produzido industrialmente, em grande escala, causando imensos impactos ambientais, e que muitas vezes acaba sendo desnecessário ou precisando de substituição frequente, em virtude da obsolescência programada, se você pode produzi-lo com apenas algumas máquinas que podem produzir qualquer coisa,  inclusive elas mesmas? DSC01462 Não compre, faça você mesmo! Esse é o lema do Movimento Makers, que já é considerado a nova Revolução Industrial, pois une o mundo virtual com o físico, gerando autonomia de produção. Custo baixo, objetos personalizados de acordo com as características e necessidades de cada um e licença aberta, para que outras pessoas possam utilizar e melhorar o projeto, são as principais características do movimento. DSC01430 A primeira vez que ouvi falar sobre os Makers foi há cerca de seis meses atrás, no módulo econômico do Educação Gaia. Era o conteúdo de uma das aulas, facilitada pelo Filipe Freitas, e foi complementado por uma palestra do Luis (o mesmo que nos indicou a Fab Lab). Além dos Makers o Luís falou sobre bitcoins, nanotecnologia e inteligência artificial, sob uma ótica que eu nunca havia imaginado, com informações que eu provavelmente levaria mais uma década pra acessar. Saímos, todos os alunos do Gaia, desta palestra bastante impactados pelas novidades. Todos menos o Kaiuá. Enquanto algumas pessoas achavam o panorama assustador e diziam que teriam pesadelos, ele disse: — Esse medo que as pessoas tem da tecnologia é medo de perder o controle. Pouco depois, quando voltávamos para o nosso quarto, eu disse pra ele que demoraria um tempo pra dormir pensando naquilo tudo, ao que ele prontamente respondeu: — Pois eu vou dormir tranquilamente, pra mim tudo isso faz muito sentido. Durma com um barulho desses!   Links úteis: Garagem Fab Lab Fab Lab SP Makers Arcturus